Publicado por: Patsy | setembro 24, 2008

“Angel”

Esses últimos dias foram de muita empolgação, eu sempre fico muito, mas muito feliz ao saber que as férias estão chegando e principalmente planejar destinos, porque viajar me enche de energia e muita alegria.

Os destinos são incertos na maioria das vezes, há sim a vontade mas também conta muito a economia, amigos e o tempo, sempre implacável. Geralmente recebo alguns convites, programo com as amigas amadas e tudo vai se acertando, adequando as datas, chegando-se a um consenso, é a primeira fase de muitas outras, eu nem gosto de montar quebra-cabeça, mas poderia dizer que o processo é esse, aos poucos encaixando rotas, hotel, passeios até ter o cenário completo e vislumbrar o que se segue: a esperada viagem, a esperada férias.

 

Na semana passada tive uma agradável surpresa que ligou o botãozinho “férias”, um amigo meu que já havia me convidado diversas vezes me chamou novamente para passar férias na casa dele, insistiu, mas eu disse que só teria férias no inverno e que não aproveitaria tanto e dei muitas desculpas. Bem, eu nem acredito em sinais mas depois de algumas horas a minha amigona me liga toda comunicativa, com uma voz animada dizendo que tinha uma proposta legal para fazer que ela iria a trabalho viajar, participar de uma feira e que seria bem na época das minhas férias e poderíamos ir juntas, eu ficaria no mesmo hotel e depois teríamos mais quatro dias para conhecer outra cidade que muito me agrada e não é que o destino é justamente o MESMO!

 

Ah, comecei a planejar tudo. Chegar antes, passear por outros lugares, passar um tempo com meus amigos, seguir para a cidade da feira e retornar por outra cidade e um milhão de possibilidades. Quando começo a cotar a passagem, bem, entro nos sites, e procuro o meu agente de viagens o Gustavo que sempre fazia as cotações e organizava tudo, até o seguro internacional. Hoje ao pegar o telefone e ligar para ele, um nó na minha garganta, ele não estava, ainda bem, acho que nem conseguiria falar, resolvi enviar um e-mail e foi até pior, começar o e-mail lembra-se de mim sou a amiga da Angélica. Nossa! Eu senti as lágrimas nos olhos, a saudade doeu, rasgou, lembrei da última viagem, daquela última viagem que o Gustavo reservou tudo, para mim e para ela, aquela viagem que ela não fez, ahhh é tanta saudades, e a empolgação por instantes pareceu tão boba. Terminei o e-mail, engoli em seco e pensei seriamente que minha amiga iria adorar saber que estou em contato com o amigão dela e que novamente estava preparando uma viagem bacana, que com certeza iríamos chamá-la para ir junto e ela com todas as facilidades conseguiria alguma passagem grátis ou um AD nem se fosse para passar alguns dias apenas.

 

Senti uma vontade imensa de abraçá-la, e pareceu momentaneamente que ela estaria entre nós, senti até vontade de ligar para contar as novidades, tão estranho, mas tão estranho que nem sei descrever a sensação de vazio.

 

Patsy

*em uma luta para se confortar e conformar*

Anúncios

Responses

  1. Patsy, planejar uma viagem é tão gostoso, é aí que começa a viagem 😉
    Ai, férias como é bom !! Aproveite muito !
    Querida, lendo seu texto também me emocionei, saudade aperta o coração, mas acho que consola sabermos que vamos nos encontrar todos, em festa um dia 😆


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: