Publicado por: Patsy | agosto 5, 2007

“A viagem que ela nunca fez…”

Trabalhava em cia aérea. Facilidade para viajar, conhecer o mundo, passar um final de semana em New York ou Paris. Linda menina de cabelos compridos, sorriso largo e irradiante que deixa saudades!!! 

Sempre me ajudava a encontrar o melhor vôo, a melhor tarifa. Chegava com guias de viagem, dicas, e empolgação.

Gostava de planejar viagens, mesmo que para os outros, era um prazer enorme.  Amizade de muitos anos, minha amiga de infância que também era amiga dela de infância que nos apresentou. Coisa de quem mora perto, sempre nos encontrávamos, no shopping, na rua, carona para o trabalho pela manhã, para sua casa. Aproximamos muito nos últimos anos, ambas começamos a namorar na mesma época. Ligava todos os dias para mim, pela manhã, conversávamos rapidamente. 

Ambas de peixes, o zodíaco nos presenteava com personalidades parecidas, pelo menos na alegria e no prazer de viajar.

Lembro-me do nosso ultimo encontro. Eu tinha que levar meu pai ao aeroporto, ela se prontificou a ir comigo para que eu não voltasse sozinha de Guarulhos. Chegou na minha casa, conversamos rapidamente, malas no carro e seguimos para o aeroporto. Meu pai como sempre muito nervoso, com medo de avião. Ela gentilmente falava “tio, não precisa ter medo, vai ficar tudo bem, e você vai se divertir muito”.Esqueci de imprimir a carta em inglês para a imigração, corremos pelo aeroporto, achamos uma “lan house” e imprimimos a cartinha, voltamos, embarcamos o meu pai, ela me abraçou e fomos tomar uma coca-cola e comer um pão de queijo.

Minha amiga… Se eu soubesse! Planejamos juntas as nossas férias! Ah, Barcelona, sim, esse era o nosso destino. 

Compramos a passagem, combinamos os passeios, as datas, organizamos tudo, empolgadas de ir para a Espanha juntas! 

Desenhamos o destino como se ele não pudesse mudar, faltavam dias, apenas poucos dias, como saber que eu embarcaria sozinha naquele vôo da Air France que ela fez a reserva para nós. Que tristeza enorme saber que minha amiga não seguiria os planos da qual poderia ter sido a sua ultima viagem. 

Lagrimas inundam meus olhos.

A sua viagem foi para mais longe, muito longe, onde o avião não chega.

Em sua bagagem leva todo o amor que tinha pela vida, por sua família e amigos, leva toda a caridade que fez, todo amor, carinho e respeito com todos. 

 Deixa saudades! 

bcn.jpg

 

 

Anúncios

Responses

  1. Deixa mesmo, muitas! Eu tb escrevi um post pra ela, chamado “até logo”. Eu realmente acredito nisso, nesse “até logo”. A distância, que parece enorme, Paty, é minúscula. São mundos diferentes, mas ainda estamos lado a lado. Mudam as percepções, mas as emoções continuam as mesmas. Eu ainda demoro a acreditar, porque ela foi uma parte importantíssima da minha infância, uma das minhas primeiras amigas de verdade mesmo. De onde estiver, ela vai gostar desta sua homenagem!

  2. Acredito em mundos diferentes, acredito nisso, temos que acreditar.

    Obrigada !!!

  3. […] lembrei da última viagem, daquela última viagem que o Gustavo reservou tudo, para mim e para ela, aquela viagem que ela não fez, ahhh é tanta saudades, e a empolgação por instantes pareceu tão boba. Terminei o e-mail, […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: